quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Realizado primeiro Curso de Métodos para Projeto de Restauro - Projeto Preservar



O Projeto Preservar realizou a primeira edição do Curso de Métodos para Projeto de Restauro nos dias 22, 23 e 24 de setembro de 2017, no Museu Comunitário Casa Schmitt-Presser, em Novo Hamburgo.
As aulas trouxeram abordagens teórica e prática sobre os métodos para projetos de restauro do patrimônio edificado, tendo como público-alvo, profissionais de Arquitetura e Urbanismo que desenvolvem ou pretendem desenvolver projetos de intervenção, em especial em imóveis situados no Centro Histórico de Hamburgo Velho.

No primeiro dia de oficina (22/09), a arquiteta Karen Kussler, parceira na produção das Oficinas do Projeto Preservar, abriu o evento e desejando boas vindas aos participantes. Em seguida o arquiteto Jorge Stocker Jr. (imagem 3) iniciou as atividades abordando os aspectos conceituais e teóricos do campo do patrimônio cultural, conservação e restauro, debatendo as questões sobre autenticidade e também subsídios para pesquisas históricas.
Os participantes foram organizados em grupos para desenvolvimento de atividade prática, com a distribuiu de conjuntos de fotos históricas de edificações icônicas em Hamburgo Velho. Cada grupo deveria identificar a evolução e transformações realizadas durante a existência de cada edificação e relacionar com os conteúdos apresentados até então.

No segundo dia de oficina (23/09) os participantes dividiram-se em grupos para análise da Carta de Veneza (1964), orientados pela da Arq. Me. Suzana Vielitz, de Oliveira (imagens 4 e 5). Ao final do processo, em que os grupos se revezavam na leitura dos trechos, os participantes construíram um resumo colaborativo da Carta, que traz orientações básicas para os processos de intervenção em bens e sítios históricos. Na segunda parte da manhã, o Dr. Markus Wilimzig compartilhou seus conhecimentos sobre Patologias em Edificações Históricas. Apresentou os tipos diferentes de patologias, a metodologia de identificação e os possíveis métodos para recuperação de materiais para restaurações.

Ainda no mesmo dia, na parte da tarde, a Arq. Suzana apresentou etapas ou métodos para elaboração de diagnósticos, apesentando  dez medidas que  precedem um projeto de restauro. Por exemplo: a necessidade de elaboração de  levantamentos históricos e cadastrais e levantamento de danos, dentre outras abordagens que permitem fundamentar e qualificar qualquer intervenção de restauro de edificações.
Após esta explanação e exemplificação, os grupos de participantes realizaram um levantamento simplificado de danos - atividade prática que teve por objeto a casa "Wagenhalle", antiga escola evangélica, situada no Centro Histórico de Hamburgo Velho. A atividade foi orientada pelos ministrantes do curso, Me. Arq. Suzana Vielitz de Oliveira, Dr. Markus Wilimzig e Arq. Jorge Luís Stocker Jr.

No último dia de oficina (24/09), os grupos foram convidados a apresentarem os resultados obtidos nas atividades práticas. Iniciando a apresentação do levantamento de danos de cada cômodo da casa e da área externa, sendo todos os resultados obtidos discutidos pelo grande grupo. 

Em seguida, os grupos fixaram em varais as fotos recebidas no primeiro dia de Oficina, organizando-as em ordem cronológica, apontando aspectos observados de alteração nas edificações ou no contexto urbano conforme cada registro fotográfico. Exercitando a investigação histórica e de auferição de autenticidade que deve ser realizada para embasar as decisões projetuais.

O grupo concluiu os trabalhos da oficina, após três dias  intensos de aulas teóricas, experiências práticas, trabalhos em grupo e muitas discussões, somando 16 horas de atividades. Os participantes presentes neste dia receberam um certificado de participação. O projeto Preservar: Métodos pata projeto de restauro, com o proponente WO-Projetos, Arquitetura e Restauro Ltda, foi um dos projetos contemplados com financiamento pelo edital FUncultura 2016 da Secretária Municipal de Cultura de Novo Hamburgo.










 



segunda-feira, 28 de agosto de 2017

Projeto Preservar - Curso de Métodos para Projeto de Restauro

O Projeto Preservar está lançando um Curso, teórico e prático, abordando métodos para projetos de restauro do patrimônio edificado, tendo como público alvo profissionais de Arquitetura e Urbanismo que desenvolvem ou pretendem desenvolver projetos de intervenção, em especial em imóveis situados no Centro Histórico de Hamburgo Velho.

Acontecerá nos dias 22, 23 e 24 de setembro de 2017, no Museu Comunitário Casa Schimitt-Presser, em Novo Hamburgo.

Os conteúdos apresentados serão: 
  • Aspectos teóricos e conceituais de patrimônio cultural, conservação e restauração;
  • Elaboração de levantamentos cadastrais;
  • Registro e diagnóstico de danos;
  • Patologias das edificações.

O público alvo são Arquitetos e Urbanistas, acadêmicos e demais profissionais (Historiadores, Biólogos, entre outros) envolvidos na etapa de projeto de restauração do patrimônio arquitetônico e paisagístico.

Para a oficina será cobrado o valor de R$ 20,00 para o coffee que será servido durante os encontros.

AS VAGAS SÃO LIMITADAS.

Observação: a inscrição é uma manifestação de interesse no curso, e condicionada ao número de vagas disponíveis. A confirmação dos participantes será realizada por e-mail após o período de inscrição.




Aguarde a confirmação das vagas até o dia 08 de setembro de 2017.



Projeto contemplado pelo Funcultura - Secretaria Municipal de Cultura de Novo Hamburgo. 
O proponente do projeto cultural é a WO Projetos.



quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Projeto Preservar terá oficina sobre métodos de projetos de Restauro

O Projeto Preservar promoverá uma oficina específica para profissionais de Arquitetura e Urbanismo, envolvidos em projetos de restauração do patrimônio edificado.

Aguarde em breve a divulgação das inscrições!

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Projeto formou agentes comunitários para preservação do patrimônio



Nos dias 23 e 24 junho foi realizado o projeto Preservar - Formação de agentes comunitários para preservação. A oficina gratuita aconteceu no Museu comunitário Casa Schimitt-Presser e reuniu um grupo multidisciplinar para debater as questões sobre o Patrimônio Histórico e Cultural que compõe o Centro Histórico de Hamburgo Velho.

No primeiro encontro os temas abordados pelos ministrantes Jorge Luís Stocker Jr. e Karen Kussler permearam as questões históricas e de evolução urbana do bairro, a atual relação da área com o restante da cidade, além de estudos de caso de outros centros históricos como exemplo de desenvolvimento qualificado. Outros tópicos também foram destacados, como os instrumentos urbanísticos , jurídicos e os mecanismos de financiamento e fomento que podem auxiliar os proprietários a recuperar e conservar os imóveis.

No segundo encontro, com mediação dos ministrantes Markus Wilimzig e Suzana Vielitz de Oliveira, foram abordados aspectos das técnicas construtivas tradicionais, conceitos de identificação e preservação dos bens históricos, além de boas praticas e uma apresentação sobre os danos mais recorrentes nas construções históricas. Os 25 participantes debateram os conteúdos apresentados e visitaram um imóvel histórico do bairro, a Casa Pitanti, para identificar as técnicas empregadas e possíveis patologias, exercitando o olhar crítico e analítico sobre estes aspectos sobre a conservação e boas práticas.

Com a realização da oficina, este grupo está instrumentalizado para atuação como agentes ativos na preservação do centro histórico e para contribuir com a mobilização da comunidade neste sentido. O projeto teve financiamento do Funcultura, através da Secult/NH.















segunda-feira, 5 de junho de 2017

Projeto Preservar – Formação de Agentes Comunitários para a Preservação do Patrimônio Cultural


O tombamento a nível nacional do Centro Histórico de Hamburgo Velho, formalizado no ano de 2015, trouxe grande importância para a pauta da preservação do conjunto arquitetônico e paisagístico. O processo de reconhecimento oficial do sítio foi fomentado desde sua origens pela sociedade civil organizada, em constante contato com os poderes públicos.

O Projeto Preservar consiste em oficinas teóricas e práticas de capacitação para agentes comunitários no Centro Histórico de Hamburgo Velho (moradores, integrantes de organizações do terceiro setor, proprietários de imóveis, estudantes), visando capacitá-los para as questões envolvendo a conservação e a preservação, e valorizando o papel da sociedade civil na gestão compartilhada do Centro Histórico.

A oficina é gratuita e tem vagas limitadas. Projeto contemplado pelo Funcultura - Secretaria Municipal de Cultura de Novo Hamburgo.